Planejamento sucessório: por que é tão importante para empresas familiares?

Segundo o IBGE, 90% das empresas brasileiras são controladas por famílias. Apenas 30% sobrevivem à primeira sucessão e somente 5% chegam à terceira geração. Na entrevista do vídeo, conversamos com a dra. Iris Gabriela Spadoni, advogada especialista em Contratos, sobre a importância do planejamento sucessório em empresas familiares.

 

O planejamento sucessório é importante para as empresas familiares?

Iris Gabriela – O planejamento sucessório numa empresa familiar é importante, porque muitas vezes o fundador da empresa não deixou os herdeiros programados para assumir essa empresa. Ou mesmo uma terceira pessoa que seja capacitada para conseguir dar continuidade aos negócios da empresa sem que ela tenha um prejuízo ou sofra um impacto na gestão. Por isso que o planejamento sucessório é tão importante dentro das empresas familiares.

Quais os problemas de uma sucessão empresarial não planejada?

Iris Gabriela – É o seguinte o grande problema dessa ausência de planejamento é que o herdeiro não esteja apto para dar continuidade ao que o fundador conquistou, então por exemplo falta de experiência financeira, falta de experiência do produto, falta de contato com o dia a dia da empresa.

Quais pontos estão envolvidos num bom planejamento?

Os colaboradores não podem enxergar o herdeiro como se fosse um filho do dono. Eles têm que enxergá-lo com um gestor. Às vezes, o herdeiro não está preparado para isso, então quando você trata de um planejamento, o que isso envolve? Avaliar a capacidade de gestão dos herdeiros, se eles estão preparados para isso, se eles têm o domínio do dia a dia de uma atividade empresarial.

E quais os riscos de não haver planejamento?

A ausência disso no momento da perda de um ente familiar – muitas vezes o fundador ou uma outra pessoa que seja da família – pode trazer o risco de uma má administração, uma má gerência e, com isso levar à perda de patrimônio. Muitas vezes a empresa acaba fechando, porque não consegue manter o dia a dia da empresa de forma saudável.

7 vantagens de planejar a sucessão de uma empresa familiar

Além de tornar a transição mais fácil, o planejamento sucessório ajuda a evitar altos custos de inventário, honorários advocatícios e impostos de transmissão. Sem planejamento, o processo de transmissão de bens pode se arrastar por anos e gerar despesas que impactam no patrimônio familiar ou cause brigas familiares. Dentre as vantagens obtidas com o planejamento sucessório estão:

  1. Antecipar as despesas de transmissão de bens;
  2. Possibilidade de realizar a divisão de forma antecipada;
  3. Planejar essas despesas;
  4. Evitar conflitos entre herdeiros;
  5. Reduzir a carga tributária;
  6. Reduzir a burocracia comum em processos de inventário;
  7. Reduzir as despesas em geral, como com honorários advocatícios, tributos e outras taxas incidentes em um processo de inventário.

Cada situação é única e por isso é tão importante contratar profissionais que auxiliem no momento de planejar e decidir qual é o melhor caminho a ser seguido na proteção dos seus bens. Existem algumas formas de preparar a empresa para uma sucessão adequada. Confira um artigo completo sobre esse assunto AQUI.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Receba nosso conteúdo

Fique por dentro dos assuntos jurídicos com o conteúdo do nosso time.