Planejamento sucessório: quais as dificuldades de planejar a sucessão em empresas familiares?

Como já foi visto em artigos anteriores, existem diversos aspectos de uma empresa familiar que tornam importante e necessário o planejamento da sucessão desse tipo de empresa. Existem também fatores que podem tornar o planejamento mais complexos para algumas empresas em comparação com outras.

Confira na continuação da entrevista com dra. Iris Gabriela Spadoni quais fatores podem complicar o planejamento sucessório e fique atento para se planejar caso sua família se encaixe nesses fatores.

Quando fazer o planejamento da sucessão de uma empresa familiar? A morte do fundador é o pior momento para isso? 

Iris Gabriela – Esperar a morte do fundador é excluir a questão do planejamento. Ele existe para organizar a passagem do bastão de uma maneira organizada sem impacto na atividade da empresa e para o fundador conseguir, inclusive, verificar se as pessoas que ele tem em mente vão ter a capacidade de dar continuidade ao negócio.

Muitas vezes o herdeiro não tem interesse, ele não tem a expertise necessária. Enquanto o fundador está vivo, ele vai conseguir identificar isso, apesar de parecer um pouco estranho ter de tratar da morte de uma pessoa viva. E algumas pessoas acabam encontrando um pouco de resistência, mas é uma questão muito necessária.

Se consegue fazer esse planejamento em vida com antecedência, você programa transmissão de uma maneira sem impacto na atividade de forma natural. Não tem impacto nem para os colaboradores, nem para empresa.

Quais aspectos podem tornar um planejamento mais complexo do que outro? 

Iris Gabriela – Um ponto complexo seria a entrada de muitos herdeiros na sociedade. Quando você não faz um planejamento, não deixa isso regrado antes do falecimento do fundador, pode trazer a abertura de inventário, o ingresso de vários herdeiros e com isso traz cônjuge.

Existe, via de regra, uma ausência de entendimento dos herdeiros e cônjuges nesse sentido, o que traz em risco a administração. Se você não tem uma organização sobre o método de administração da empresa isso traz impacto no dia a dia e na própria atividade. E a ausência de um planejamento faz com que isso leve ao fim do negócio em grande parte das vezes. Então via de regra quanto mais variáveis como essa mais complexo se torna o planejamento familiar da empresa.

 

Confira mais artigos sobre esse assunto AQUI.

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Receba nosso conteúdo

Fique por dentro dos assuntos jurídicos com o conteúdo do nosso time.