MP nº 873/2019, que proíbe desconto de contribuição sindical em holerite, perde efeito

A partir do dia 29 de junho de 2019, cessam os efeitos da Medida Provisória nº 873/2019, após vigorar por 120 dias.

A MP 873/2019 foi editada em 01 de março de 2019 e extinguia a possibilidade da contribuição sindical ser debitada diretamente da folha de pagamento dos salários dos trabalhadores, obrigando os sindicatos a enviar boletos bancários diretamente aos trabalhadores e com a anuência expressa dos mesmos.

Em virtude disso, informamos que deverão ser observados os trâmites pactuados no Instrumento Coletivo a que a empresa está vinculada, geralmente sendo pactuado o desconto diretamente em folha, relembrando que somente deverão ser efetuados descontos daqueles empregados que manifestaram INDIVIDUALMENTE e EXPRESSAMENTE a autorização de desconto.  

Sobre o assunto, importante relembrar a Orientação Jurisprudencial nº 17 da SDC do Tribunal Superior do Trabalho:

  1. CONTRIBUIÇÕES PARA ENTIDADES SINDICAIS. INCONSTITUCIONALIDADE DE SUA EXTENSÃO A NÃO ASSOCIADOS. (mantida) –  DEJT  divulgado em 25.08.2014
    As cláusulas coletivas que estabeleçam contribuição em favor de entidade sindical, a qualquer título, obrigando trabalhadores não sindicalizados, são ofensivas ao direito de livre associação e sindicalização, constitucionalmente assegurado, e, portanto, nulas, sendo passíveis de devolução, por via própria, os respectivos valores eventualmente descontados.

 

Para ler artigos sobre Direito do Trabalho, clique AQUI.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Receba nosso conteúdo

Fique por dentro dos assuntos jurídicos com o conteúdo do nosso time.